[Review] 2×8 GB Billion Reservoir FC-1 DDR4-4200CL19 – Samsung B-Die – Testes e overclock – The Overclock Page


Nesse review, irei analisar um kit de memória da Billion Reservoir, pertencente a série FC-1 Thunderbolt, que oferece modelos de 2666MHz até 4200MHz, em módulos que vão dos 8 aos 16 GB, podendo ser adquiridos separadamente ou em kits de 16 GB e 32 GB. O produto dessa análise é um kit de 16 GB com dois módulos de 8 GB, frequência de 4200MHz, timings 19-19-19-39 e tensão de operação de 1.35V… Continue lendo!

Fala pessoal, tudo bom?

Nesse review, irei analisar um kit de memória da Billion Reservoir, pertencente a série FC-1 Thunderbolt, que oferece modelos de 2666MHz até 4200MHz, em módulos que vão dos 8 aos 16 GB, podendo ser adquiridos separadamente ou em kits de 16 GB e 32 GB. O produto dessa análise é um kit de 16 GB com dois módulos de 8 GB, frequência de 4200MHz, timings 19-19-19-39 e tensão de operação de 1.35V.

Os pentes de memória vem em uma caixa retangular, onde é possível ver diretamente o produto e um logo da NVIDIA, que sabe-se lá o que está fazendo aí. Já na parte traseira, existem informações a respeito do fabricante oferecer 3 anos de garantia para essas memórias.

Em relação ao dissipador, para essa série, a Billion Reservoir optou por um dissipador de alumínio verde com ilustrações que lembram uma aeronave em prata, algo que tende a não combinar com nenhum hardware moderno. Além disso, essas memórias possuem RGB, porém, sem software para controle.

Ao remover o dissipador, o que felizmente acabou sendo uma tarefa bastante simples, é possível ver que ele faz contato com todos os chips, porém, cobrindo apenas uns 70% do encapsulamento das memórias, o que não é o ideal, contudo, a dissipação dessas memórias costuma ser baixa, onde geralmente, elas conseguem trabalhar tranquilamente mesmo sem dissipadores.

A respeito dos chips, para esse kit de 4200 MHz foram utilizados os famosos Samsung B-Die, com código K4A8G085WB-BCBP.

Já o Thaiphoon Burner, identificou corretamente os chips utilizados.

Por fim, caso alguém venha a se interessar, nesse link é possível conferir a página do produto na loja do fabricante no AliExpress

  • Configurações utilizadas:

CPU:AMD Ryzen 3 5350G (Obrigado AMD!)

MOBO: MSI B550 Unify-X (UEFI A.43O)

RAM: 2x8GB Billion Reservoir FC-1 DDR4-4200CL19

GPU: GIGABYTE RX 5500 XT 8 GB (Obrigado Terabyteshop!)

PSU: Antec Quattro 1200W

COOLER: 1STPlayer TS-360

SSD: Sandisk 120 GB

Software: Windows 10 x64, TM5 0.12 1usmus config v3, AIDA64 6.32.5600, Geekbench 3.4.2, y-cruncher 1b.

Objetivo e metodologia dos testes: Descobrir qual o limite para uso diário das Billion Reservoir FC-1 DDR4-4200CL19.  Para facilitar a compreensão dos resultados, eles foram separados em dois grupos:

1) XMP: Trata-se do máximo possível de se obter apenas carregando o perfil XMP e subindo clock/tensão, parando nos 4733MHz 1:1 com FCLK @ 2366MHz que é o limite para o exemplar de Ryzen 3 PRO 5350G utilizado, claro, isso se a memória que estiver sendo testada conseguir chegar lá.

A vantagem dessa abordagem é que ela é extremamente simples e não demanda nenhum ajuste do usuário no que diz respeito aos timings, entretanto, você paga o preço da simplicidade com menor desempenho, pois os ajustes são feitos automaticamente pela placa-mãe e podem ser bastante relaxados.

2) 24/7 com ajuste fino: E aqui, foram feitos ajustes manuais em todos os timings possíveis visando obter o melhor resultado possível com viabilidade para uso diário. Por conta disso, quando possível, será testado além dos 3800MHz para explorar qual seria o limite da memória em outras CPUs ou plataformas que se beneficiem das frequências elevadas, como, por exemplo, as APUs Renoir e Cezanne e os CPUs Intel, visando “ajudar” os donos dessas plataformas, porém, no caso dos Ryzen 3000 e 5000 baseados em chiplets, o ajuste de melhor desempenho e mais simples de ser obtido geralmente é aquele usando o FCLK sincronizado com a memória, no caso, 3800MHz (RAM) e 1900MHz (FCLK). Nesse artigo consta uma explicação detalhada do porquê isso ocorre, de forma que fica a recomendação da leitura para uma melhor compreensão do assunto.

Nos casos 1 e 2, foram utilizados o TM5 0.12 1usmus config v3 para verificar estabilidade, o AIDA64 para ter noção dos números de banda/latência, Geekbench 3.4.2 e y-cruncher 1b para ter uma melhor ideia do desempenho. Para esses testes, a CPU foi travada em 4.3GHz com 1.25V.

Com essa abordagem, não foi possível de ir além dos 4200 MHz originais com estabilidade, mesmo com 1.5V aplicados, o que significa que não existe overclock “fácil” para essas memórias, mesmo considerando os chips Samsung B-Die e os timings relaxados, o que é um indicativo que o “bin” desses chips pode não ser dos melhores.

Cabe lembrar que o tCL ficou em ’20’ por conta do ‘Geardown Mode’ ativado enquanto usando o XMP, onde ao usar esse modo com frequências mais elevadas, só se admite valores pares para esse parâmetro.

Com os ajustes finos, foi possível melhorar consideravelmente os parâmetros com frequência de 3800 MHz, onde, apesar de os timings ainda serem os esperados para Samsung B-Die, para se obter estabilidade, tiveram de ser bem mais relaxados do que aqueles obtidos por outros kits usando chips com binagem melhor, tipo o da Asgard.

Curiosamente, não houve margem para melhorar muita coisa na frequência padrão, ou esticar mais as coisas para uso competitivo, com VDIMM elevado e timings agressivos, com a memória se recusando a passar no post nessas condições, novamente, uma consequência de se usar dies não muito binados.

Abaixo, os números de Leitura/Escrita/Cópia/Latência do AIDA, no sub teste de memória do Geekbench 3.4.2 e no y-cruncher 1b, incluído recentemente nos testes por ser bastante sensível à estabilidade e desempenho do sub-sistema de memória. Lembrando que todos esses resultados passaram no teste de estabilidade do TM5 0.12 v3 e ao menos especificamente para essas amostras, representa algo que pode ser usado diariamente.

As Billion Reservoir FC-1 DDR4-4200CL19 apresentaram boa compatibilidade com a plataforma AMD, funcionando normalmente com XMP, ficando apenas com tCL em 20 por conta do ‘Geardown Mode’. Infelizmente, elas não possuem margem para overclock “fácil” usando apenas o perfil XMP, não apresentando estabilidade acima da frequência original nesse cenário, nem mesmo após aumentar a tensão para até 1.5V.

Já com o ajuste manual, foi possível obter 3800 MHz 16-17-17-17-36 com tRFC em 360 e 1.47V, o que trouxe ganhos nos benchmarks e latência. Infelizmente, essas memórias não escalaram bem com tensões mais elevadas ou timings mais agressivos, algo que pode ocorrer em chips Samsung B-Die “low-bin”.

Em relação à disponibilidade e preço, atualmente (26/10/2022), as Billion Reservoir FC-1 DDR4-4200CL19 se encontram esgotadas, porém, foram adquiridas por cerca de R$330 e em que pese o visual controverso e a binagem baixa dos chips utilizados, os resultados ainda foram bons o suficiente para recomendá-las a quem considera usar essas memórias junto a um Ryzen 3000 ou 5000 com elas trabalhando a 3800 MHz e FCLK 1:1.

Apenas é necessário se atentar aos eventuais problemas que podem ocorrer na compra de produtos importados do AliExpress: possibilidade de a mercadoria ser taxada, demora na entrega e a garantia ser uma incógnita, apesar de anunciada pelo fabricante como de 3 anos.

E é isso! Dúvidas, perguntas e sugestões são bem-vindas! Até a próxima!

Gostou desse artigo? Ele lhe foi útil? Contribua com o apoia-se da página para ser possível continuar trazendo novos conteúdos aqui na The Overclocking Page!

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Shopping cart